Tel: (73) 3209-3713

Anúncios

Isolamento Térmico Industrial – Tubos, Tanques, Dutos, Vasos de Pressão

Isolamento Térmico Industrial – Quando um sistema está em temperatura maior ou menor que a ambiente, ocorrerão trocas de calor, que poderão alterar sua temperatura e ainda resultarão numa perda de energia. Para reduzir tais efeitos se emprega basicamente uma camada de material de baixa condutividade térmica sobre as superfícies de troca.

O isolante térmico (como também o acústico) incorpora em seu interior uma grande quantidade de pequenas bolhas de gás, evitando sua movimentação e reduzindo assim a transferência de calor por convecção. Como a condutividade térmica do gás é baixa, a condutividade do isolante térmico tenderá a este valor.

A condutividade térmica do gás e conseqüentemente do material isolante varia com a temperatura de trabalho.

A condutividade do isolamento, apesar de poder ser encontrada em livros texto a título de referência, deve ser confirmada junto aos fabricantes. A condutividade é função também da idade e do conteúdo de umidade do material.

Algumas características desejáveis ou necessárias dos isolantes seriam: resistência às temperaturas as quais será submetido ( fusão e combustão); não toxidez; facilidade de aplicação; bom preço; resistência a agentes agressivos e as intempéries e resistência mecânica.

Noções de Isolamento Térmico de Tubulações

FORMATOS E TIPOS DOS ISOLANTES TÉRMICOS

Para a incorporação do gás, o isolante é basicamente poroso ou fibroso. Pode ser encontrado na forma de flocos, pó ou fibras soltas, introduzidas entre duas paredes rígidas. Palha de arroz e bagaço de cana se enquadrariam nesta categoria. Também estão nesta classe, os flocos amorfos de lã de rocha, a diatomita e a vermiculita, que preenchem quaisquer espaços que necessitem de isolamento. 

Temos ainda os painéis rígidos, semi-rígidos e flexíveis aglomerados com resinas, disponíveis em diferentes densidades, espessuras e dimensões. Podem ser constituídos de lã de rocha, silicato de cálcio e poliestireno e poliuretano expandidos.

Outras alternativas seriam as peças pré moldadas para por exemplo, o isolamento de válvulas e os tradicionais blocos e tijolos.

Para o isolamento térmico de tubulações, assumem particular importância: Os “one-piece-pipe” que são tubos de material isolante em uma peça única com corte longitudinal em um lado e um semi corte interno do lado oposto. Estão disponíveis em diversas espessuras e são facilmente ajustados ao tubo que se pretende isolar. São indicados digamos ao isolamento de tubos de até 4 in.

Em altas temperaturas se efetua uma construção em dupla camada, visto que o tubo se expande significativamente. Assim o isolamento é efetuado em camadas duplas com juntas escalonadas. Outra alternativa seria a do emprego de tubos bipartidos e segmentados (multi-partidos) que se constituem em segmentos iguais e separados. Seriam a princípio indicados para tubulações com diâmetros nominais de 4 in a 16 in. Tal tipo de isolamento igualmente está disponível comercialmente em diversas espessuras.

Podemos empregar ainda as mantas constituídas de materiais fibrosos, tais como fibra de vidro, fibra de silicato de alumínio e lã de rocha basáltica.Tais mantas podem ser empregadas para o isolamento de tubulações, dutos, flanges, tanques, vasos de pressão, etc.

Por fim podemos citar o cimento expandido, que incorpora grande quantidade de bolhas de gás em seu interior, e que é vertido em molde adequado antes de seu endurecimento.

Compartilhe e Deixe Seu Like Aqui